§

por Priscila Rôde

para Leonardo Macedo

da carne e do gosto
do rosto que não esvazia a noite
do silêncio que não aplaca a febre

qualquer que fosse o teu rosto
amor
saberia do cismo antes da pele
do peito haurindo escombros
saberia da flor antes da queda
do ventre ancorando abismos

qualquer que fosse o teu nome
amor
seria de sangue esse tempo
de mar esse regresso.

Priscila Rôde

Anúncios