silêncio

o arcabouço indisposto
línguas que intuem
a fina dor sobre os ombros

fissuras se cumprem na pele
desdobro uma a uma
amorosamente:

é de pedra o pássaro
sal e sílica
dureza e assombro.

Priscila Rôde

Anúncios

Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s