§

tomada por azuis pausas espasmos
flores luas suspensas no quarto
águas que não partem nunca

eu sei de um útero
entretendo temperaturas
incólume não-lugar
túrgido de alicerce e cheiro

perdendo-se inteiro

de onde desponto
jamais seria erro
esse par de âncoras.

Priscila Rôde

Anúncios

Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s