§

eu o mapa um salto
coluna pontiaguda
que serpeia à noite
acima dos telhados
no chão, um útero
que apara suicídios
vários fins desconheço
o meio o fio a nervura
de toda pausa

só cuido
para que meus olhos
não ressequem.

Priscila Rôde

Anúncios

Um comentário em “§

Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s