poemance

um só alado
se pondo, se pondo
meu bem

desta tarde
não quero nada mais
que um pulo
para escoriar os ombros
despertar o chão
coser à pele
o cheiro
o peso do mundo

teu olhar circunscrito
à sorte
minha, só minha:

um céu sem efeitos.

Priscila Rôde

Anúncios

2 comentários em “poemance

Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s