a outra

me olha
ao longe
derrete a geografia
suave inodora amarela

dentro
sou só, pai
olhos peles podres
um corpo quase lento

sou invadida, amada
por ela que se move
entremeada, tramando
o vento

aos domingos
morremos mais cedo.

Priscila Rôde

Anúncios

2 comentários em “a outra

Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s