À beira

nua, inconclusa e sem precedentes:

firo a pele, viro a pele e avanço
a tempo de não saber mais de mim
(exposta, velha desconhecida,
quase a mesma desconhecida)

vária, etérea, febril
avanço a tempo de cometer a vida —
esse ponto terminável, sensível
reduzido ao vazio de um eterno lançado
que à beira de, desistiu.

Priscila Rôde

*LiteraturaBr

Anúncios

2 comentários em “À beira

Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s