Tua-minha fome

teus voos invadem minha cabeça
tuas penas comprimem a garganta

sabes que já não tenho céu
na boca nem tamanho

te engulo leve, para que voes alto
– coração-pulmão-mundo adentro –
no entanto, você me embrulha o estômago

um ponto indigesto.
dois pontos..
mais um…

tempo aos goles,
ritual à beira da cama,
beijo no ventre:

(tua fome é a minha e não responde)

regurgito para te saber melhor
lhe devolvo a substância e o chão
te entendo:

você me responde
com um amor-silêncio,
uma palavra-manto

(me toma, além-corpo)

e eu te amo
– ali mesmo, jogada, muda, na terra –
só com os olhos.

 

Priscila Rôde

Anúncios

About the Author

Posted by

Priscila Rôde nasceu em Salvador/BA em 02 de maio de 1991. Escreve no blog Mar íntimo (priscilarodec.wordpress.com). É Autora do livro “Para que fiques”, publicado pela Editora Penalux em 2012. Tem poemas publicados na revista Mallamargens, Samizdat, revista Capitolina Cutural, revista Cultural Novitas nº 11, LiteraturaBr, Jornal Relevo e algumas revistas digitais. Participou do E-book de frases "Apenas o necessário 2" (Editora Novitas) e da organização da antologia “Crônicas de um amor crônico”, publicada pela Editora Penalux/2015.

Categorias:

Poemas

Add a Response

Your name, email address, and comment are required. We will not publish your email.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The following HTML tags can be used in the comment field: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <pre> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

%d blogueiros gostam disto: