Morada

esse pouso é a minha única herança.

tua sombra viçosa deita sobre mim
nada no mundo parece durar muito tempo.

tudo que chove,
chove com muita importância:
encharca os poros e estia forçosamente.

no peito perplexo, em movimento
(fragmentando-se e rompendo-se e avançando),
esse pouso é a minha única herança
(amor que ainda corre pelos séculos).

depois dele,
o céu não mais despencou sem causa
nunca mais voltei pra asa
dei pra morar direito.

Priscila Rôde

Anúncios

Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s